NOVIDADES

ENTENDA AS DIFERENÇAS ENTRE CAPITAL DE GIRO E FLUXO DE CAIXA
25/05/2017

ENTENDA AS DIFERENÇAS ENTRE CAPITAL DE GIRO E FLUXO DE CAIXA

É bastante comum em conversas sobre questões financeiras a confusão entre capital de giro e fluxo de caixa. Por isso, no conteúdo de hoje iremos abordar o assunto, esclarecendo todas as dúvidas sobre esses dois termos. Primeiramente, para entender as diferenças, se faz necessário conhecermos o conceito de cada um. Confira:

O capital de giro é basicamente o capital de trabalho. O montante necessário para realizar financiamentos e dar continuidade às operações do empreendimento. Para exemplificar, vamos entender onde ele é utilizado dentro de uma empresa:

• Para custear o financiamento de compras realizadas a prazo pelos clientes
• Para manter adequadamente os estoques
• Para pagar fornecedores
• Pagar impostos
• Salários dos funcionários e demais despesas

O capital de giro recebe esse nome pelo fato de o mesmo atuar para que a empresa consiga realizar todas as operações necessárias sem ficar no vermelho. Estando assim diretamente ligado às contas financeiras que movimentam o dia a dia de um empreendimento.

LEIA MAIS: SAIBA A IMPORTÂNCIA E COMO CALCULAR O CAPITAL DE GIRO

O fluxo de caixa, por sua vez, é um instrumento financeiro básico para a realização da organização financeira de uma empresa. Seu principal objetivo é analisar o saldo disponível em caixa e garantir que o capital de giro esteja sempre em dia para ser utilizado em possíveis complicações ou gastos necessários.

Além desse propósito, permite que o empreendedor tenha uma visão melhor entre a situação presente e o futuro das finanças da empresa. Essa avaliação da liquidez é conseguida através do fluxo de caixa, dando maior tranquilidade para que algumas decisões importantes sejam antecipadas, tais como:

• Planejamento de investimentos
• Redução das despesas sem que comprometa os lucros
• Desenvolvimento de projeto para promoções com o objetivo de desencalhar estoque
• Negociação com o intuito de dilatar prazo com os fornecedores
• Planejamento para solicitação de empréstimo

Em posse das informações passadas até aqui, acredito que você esteja mais preparado para entender as reais diferenças entre capital de giro e fluxo de caixa.

Diferença entre capital de giro e fluxo de caixa

A diferença está no fato de o capital de giro ser todo o dinheiro que a empresa possui para sustentar o seu fluxo de caixa. Ambas são ferramentas bem diferentes, mas que se completam e juntas promovem a saúde financeira do negócio.

Veja o exemplo abaixo para entender melhor a diferença. Ex.: Uma empresa dá início às suas operações com capital de giro de R$ 60.000,00 e seguiu os meses seguintes dessa maneira:

• Primeiro mês: Fluxo de caixa negativo de R$ 30.000,00
• Segundo mês: Fluxo de caixa negativo de R$ 10.000,00
• Terceiro mês: Fluxo de caixa positivo de R$ 5.000,00
• Quarto mês: Fluxo de caixa positivo de R$ 15.000,00
• Quinto mês: Fluxo de caixa positivo de R$ 30.000,00

Considerando as informações anteriores, a empresa entrou no segundo mês com o saldo de capital de giro de R$ 30.000,00, no terceiro mês era de R$ 20.000,00, no quarto com R$ 25.000, no quinto com R$ 40.000,00 e no sexto com R$ 70.000,00. No exemplo citado o capital de giro foi suficiente para cobrir os meses em que a empresa operou no vermelho.

Quem está disposto a empreender precisa ter em mente que um capital de giro precisa ser bem planejado para evitar que o negócio entre em crise. Para ajudar você que trabalha por conta própria ou está pensando em abrir o próprio negócio, a Credisol preparou uma Planilha de Fluxo de Caixa que manterá em dia a saúde financeira da sua empresa. 

Baixe gratuitamente a planilha 

Fechar
ATENÇÃO: Não solicitamos nenhum tipo de depósito antecipado para liberação ou análise do crédito. Aqui você será atendido pessoalmente por um Agente de Crédito.